A surpreendente segunda temporada de Tyrant

Tyrant-Season-2E novamente a melhor coisa foi deixar pra ver a temporada tudo de uma vez.

Já tinha achado a season premiere bastante promissora e não custei para perceber que era apenas o começo de uma temporada cheia de reviravoltas e episódios surpreendentes. Já adianto que o auge foi novamente a reta final, mais especificamente os últimos quatro episódios que foram literalmente de tirar o fôlego.

Jamal decidir por livrar Bassam da forca foi uma jogada que rendeu conseqüências que jamais estava esperando. A trama foi construída de uma maneira grandiosa, evoluindo a cada episódio e ligando um plot ao outro, até que finalmente chegou no momento mais esperado onde fosse render reencontros, a grande batalha e claro, sangue pra todo lado.

Bassam sendo acolhido pela família de beduínos foi literalmente o que salvou sua vida. Sem sombra de dúvidas ele não sobreviveria mais tempo no meio daquele deserto e a sorte foi o chefe da família ser um homem de grande coração que impediu que seus filhos usassem o cara para conseguir dinheiro. Ali ele conheceu Daliyah, que mais a frente se tornou uma peça importante e complicada em sua vida.

Quando digo que cada plot foi se encontrando ao longo da temporada não estou mentindo. Primeiro podemos citar a volta de Molly com Sammy para Abuddin para conseguir lutar pela herança dos Al Fayeed, não imaginei que a briga pelo dinheiro fosse seguir aquele rumo, levando Sammy diretamente até seu pai, detalhe que vou comentar mais a frente.

Tyrant-Season-2-cAinda em Abuddin vimos o governo de Jamal perder cada vez mais o controle, principalmente após o ataque de gás que matou milhares de pessoas em Má’an e mesmo não tendo partindo de uma decisão do próprio jamal e sim de seu tio Tariq, foi o Presidente quem na verdade acabou acusado pelo terrível massacre. Foi quando Jamal perdeu o controle e simplesmente estourou os miolos do tio com um objeto dentro de seu escritório que eu achei que teria alcançado o extremo de sua perda de controle. Engano meu, até porque aquilo foi apenas a ponta ao alicerce.

Nesse meio tempo vimos Bassam assumir a identidade de Khalil e passar a brigar pelos direitos dos cidadãos contra o governo e mais a frente contra o exército do Califado que chegou na aldeia trazendo ainda mais sangue para a batalha. Por um momento vimos Bassam fugir com medo de sua verdadeira identidade ser descoberta, mas felizmente ele acabou voltando atrás e resolvendo literalmente comprar a briga toda.

A chegada de Rami na série também foi um dos pontos altos. Foi talvez a maneira de Amira tentar comprar uma certa briga depois de todas as ações de Jamal, ela apresentou um filho que ele nem sabia da existência e nem imaginava o tamanho das conseqüências que aquilo tudo iria trazer. De primeiro a aproximação dos dois não deu muito certo, mas foi graças a própria Leila que mais a frente Rami ocupou o lugar de Tariq controlando todo o exército de Jamal.

Um dos meus episódios preferidos foi “The Awful Grace of God” que trouxe em seus minutos finais a morte de Samira pelas próprias mãos de Bassam. Aquilo tudo saiu do controle, onde o objetivo que era apenas resgatar Daliyah se tornou em algo muito mais complexo. O próprio Bassam se condenou por ter matado a filha de seu grande amigo, mas não consigo enxergar a situação de outra forma, pra mim a própria Samira causou seu fim.

Tyrant-Season-2-aQuando a reta final da temporada se aproximou tudo ficou ainda mais intenso, com a literalmente perda de controle de Jamal, que se mostrou completamente transtornado, suspeitando até mesmo da própria sombra. Ele se culpava pela morte de Bassam, que até então não fazia a mínima ideia estar vivo e na verdade ser Khalil, o tal líder do grupo que seu governo estava trabalhando numa aliança. Os dois até se falaram por telefone, porém Bassam conseguiu manter seu segredo completamente intacto.

Ficou ainda mais claro que Jamal estava totalmente fora do controle quando passou a ordenar a morte de Rami, seu próprio filho, num plano que saiu tão errado e causou a morte de sua própria mãe. Aliás, senti muito pela morte de Amira, porque mesmo a personagem não recebendo muito destaque na série, tinha meu apreço. Por um tempo, suspeitei que talvez ela tivesse conseguido sair vida do ataque, mas aos pouco ficou claro o tamanho da barbaridade que Jamal tinha cometido.

Aquilo foi a gota d’água para seu governo, após isso até mesmo Leila, sua mais fiel defensora passou a questionar a mente de seu marido e orquestrar um novo golpe contra o governo. Já Bassam, estava partindo para o ataque contra o Califado, uma batalha que prometia ser complicada e com grandes conseqüências.

Tyrant-Season-2-bQuando aconteceu aquele ataque no esconderijo onde Sammy estava fiquei aqui, maluco. Jurava que os inimigos iriam acabar conseguindo colocar as mãos no filho de Bassam. Sei que não faziam ideia de quem realmente era Khalil, mesmo assim foi a única coisa que se passava na minha cabeça. Aliás, sobre o reencontro de Sammy com o pai foi uma cena que me destruiu demais. Impossível não se emocionar com aquilo tudo.

O jovem Sammy estava disposto a usar o dinheiro de sua herança na luta contra o Califado, isso sem fazer a mínima ideia de que seu pai estava na frente daquela resistência. Esse pra mim foi um dos plots mais inteligentes da temporada, que depois ainda rendeu a revelação de Bassam para Molly. Quando ele ligou para sua esposa revelando que estava vivo foi outro momento em que desabei junto com a série.

Isso porque eu não fazia a mínima ideia de que seria graças a própria Molly que no final das contas Bassam iria vencer aquela batalha contra o Califado. Quando ela percebeu o tamanho da situação e correu até Jamal eu voltei a pensar o pior, até porque o presidente estava completamente descontrolado, mas foi graças a Leila que e a parceira feita pelas duas que as coisas deram certo.

Tyrant-Season-2-dMolly conseguiu comprar novamente o exército amigo de Rami e Leila conseguiu novamente trair seu marido e livrar o rapaz da prisão para liderar o exército. Não estava esperando por aquilo. A batalha foi vencida graças a ajuda de Remi, num dos melhores episódios de toda a série.

No final, vimos uma Abuddin totalmente diferente no pós guerra, com a população pedindo por Bassam na cadeira da Presidência e Jamal enfrentando uma batalha absurda dentro de seu governo, sem ao menos ter sua esposa junto dele. Foi quando pensei que veríamos o Presidente renunciar ao cargo que houve mais uma nova reviravolta e fiquei aqui, de boca aberta gritando pela terceira temporada.

Jamais estava esperando por aquele final, Jamal sendo atacado pela própria nora após anunciar que não tinha planos de deixar a presidência. A pergunta que ficou foi, será que ele morreu? Meio difícil imaginar que não, mas só mesmo na próxima temporada para descobrirmos.

Tyrant-Season-2-eTambém veremos Bassam e sua família continuar em Abuddin, quem sabe talvez Bassam aceitar o pedido do povo e tentar estar a frente do governo. Acho difícil, mas não impossível. Foi uma temporada linda e maravilhosa, serviu para mostrar não só o crescimento dos personagens, mas sim de toda a série que pra mim subiu para outro patamar e vai me fazer esperar ansiosamente pelo próximo ano.

Anúncios