Primeiras Impressões: American Crime Story – The People v. OJ Simpsons (1×01/1×02)

American-Crime-Story-1x01A mais nova aposta da Titia Ryan Murphy que chegou com tudo!

Confesso que não sou o maior fã do trabalho do Ryan. Pra mim o cara sempre começa muito bem suas produções, mas acaba se perdendo no meio do caminho, Glee e Nip/Tuck são a prova mais viva disso. Mas quando fiquei sabendo sobre a produção de American Crime Story, foi impossível não ficar empolgado, pois o fato de ser uma série baseada em fatos reais e com uma quantidade fixa (e pouca) de episódio.

A série será uma antologia de crimes, onde cada temporada contará uma história independente, baseada em algo real, um crime polêmico que ganhou bastante foco no público e virou pauta de diversos meios de notícias. Essa Primeira temporada, denominada “The People v. O.J. Simpson” como o próprio nome indica, contará o desenvolvimento do julgamento de O.J. Simpson, um ex-jogador de futebol americano que foi acusado de assassinar a esposa Nicole Brown e o amigo Ronald Goldman.

Quando assisti o primeiro episódio a primeira impressão foi boa, mas confesso que estava esperando um pouco mais do episódio, mas gostei da forma que apresentaram a história. Mostraram um O.J. conhecido por todos, que mesmo aposentado, continua nos holofotes após uma grande carreira de sucesso. Não demorou muito até que o foco dos assassinatos se virassem para ele, isso devido a várias evidências que foram aos poucos ligando as mortes com o ex-jogador.

American-Crime-Story-1x01-aO próprio O.J. percebeu que tinha passado de ex-marido em luto, para o principal suspeito de um terrível assassinato e se a história toda viesse a público, veria sua boa imagem desmoronar em questão de segundos. Porém, através das evidências, fica um tanto difícil não suspeitas do personagem, ainda mais quando história do passado, divulgando um passado violento dele com a mulher vieram a tona.

Existe ainda o fato de na época, a polícia ser altamente acusada de agir de maneira preconceituosa com seus suspeitos e isso já ficou nítido desde o primeiro episódio. Vimos O.J. passar de ex-marido em luto para o principal suspeito e isso de certa forma fez com que o cara entrasse em desespero e decidisse fugir, mesmo após contratar um dos melhores advogados.

Esse foi exatamente o ponto explorado no segundo episódio da série, a perseguição de O.J. Simpson, que literalmente parou toda a cidade e foi exibida em todos os meios de comunicação existentes, cortando até mesmo a final da NBA. Se o primeiro episódio pra mim tinha sido apenas na média, esse segundo surpreendeu demais, pois foi tensão durante todo o tempo, uma perseguição que me deixou boquiaberto com toda a proporção que acabou tomando.

American-Crime-Story--bO.J. estava realmente desesperado e com o objetivo de se matar, já que o jogador tinha uma arma apontada para a cabeça e impedia que qualquer policial se aproximasse. A cobertura da perseguição foi algo absurdo e continuou durante todo o tempo. A população se sentia completamente envolvida e vimos vários grupos de pessoas protestando a favor de O.J., saindo pelas ruas com cartazes e mensagens de apoio.

O que O.J. queria era chegar até a casa de sua mãe e conversar com ela antes de encerrar toda a história. Já estava meio óbvio que ele não iria puxar aquele gatilho, mas a tensão continuou por um bom tempo, principalmente com toda aquela operação formada pelas autoridades que envolveu até uma equipe da SWAT fazendo plantão na casa do ex-jogador, pronta para executá-lo caso houvesse um mínimo detalhe ameaçador.

No final ele acabou se entregando, mas isso apenas depois de finalmente conseguir conversar com sua mãe. Agora acredito que veremos a luta dos advogados em provar sua inocência, mesmo com as evidências apontando o contrário. Foi mesmo nesse segundo episódio que a série me prendeu e agora já estou empolgado pra conhecer realmente como a história aconteceu, já que não estou familiarizado com o caso.

Anúncios