Fuller House, mais um acerto maravilhoso do Netflix!

Fuller-House-1Já começo dizendo que necessito da segunda temporada!

Desde que o serviço de streaming anunciou o revival de Full House todo mundo ficou bastante ansioso pela estreia da série e comigo não foi diferente. Acredito que todo mundo já deve ter assistido pelo menos um ou outro episódio daquela comédia de sucesso que tanto fez parte da programação do SBT e por aqui recebeu o nome de “Três é Demais”.

A espera foi longa, mas no último dia 26 de fevereiro, toda a primeira temporada, composta por treze episódios foi disponibilizada no Netflix e olha, definitivamente foi uma das coisas mais deliciosas que o serviço poderia ter lançado. Eu faço parte do grupo que assistiu episódios esporádicos da série original, mas confesso que depois dessa delícia de Fuller House ficou com a vontade absurda de fazer aquela baita maratona em todas as temporadas da série.

Enfim, se não bastasse trazer o elenco original, ainda teve todo aquele ambiente e trama bastante parecida com a série original, sem contar as referências que fazem parte constantes dos episódios e aquelas piadas em torno de Michelle, personagem interpretado pelas gêmeas Olsen que optaram por não fazer parte da série.

Michelle manda beijos, mas está em NY ocupada com seu império de moda.” – Fala logo do primeiro episódio que me fez dar boas gargalhadas por aqui!

A série começa numa delicia absurda, com cada personagem fazendo sua entrada digna e nós aqui podendo comemorar. Depois é dado início a trama principal da série, aquela girando em torno de DJ, que acabou ficando viúva e agora passará a morar em sua antiga casa e criar seus três filhos sozinhos. O melhor é que não demora muito e logo vimos Kimmy e Steph se oferecerem para se mudar junto dela na casa e ajudar de agora pra frente. Daí em diante é uma diversão atrás da outra, com direito a Steph e Max roubando a cena durante toda a temporada.

Fuller-House-2Kimmy continua aquela malucona que já conhecemos e junto dela se muda Ramona, sua filha ainda criança que não fica muito feliz com a ideia. Fernando, o ex-marido que mais parece namorado e nunca desgruda da família também faz parte constante nos episódios, principalmente na segunda parte da temporada, onde acaba ganhando bastante destaque.

Stephanie, irmã de DJ é maravilhosa e logo de cara se tornou uma das personagens favoritas da série. A mudança drástica em sua vida, que deixou toda a solteirice e baladas de lado para ajudar sua irmã com três crianças rendeu momentos épicos, como no terceiro episódio onde juntamente com Kimmy e DJ arrasam na coreografia de “Dirty Dancing”, uma das cenas épicas dessa temporada.

Max, o filho do meio da DJ é um garotinho que simplesmente rouba a cena durante qualquer momento que aparece. Aquele garoto é sensacional, daquele tipo que fica impossível não soltar várias gargalhadas com tamanha fofura. Como esquecer do episódio em que Steph fica de babá das crianças e acontece toda aquela confusão com os filhotes na clínica veterinária? Steph ajudando Max a superar seu medo de falar em público ao colocar face time no meio do Coachella? Totalmente fora da realidade, mas quem se importa? Aquilo foi hilário e por sinal aconteceu em um dos meus episódios preferidos da série.

DJ fazendo a Dona Flor e seus dois maridos também foi outro ponto excelente da temporada. Vimos a veterinária tentar a todo custo escolher entre Steve e Matt, dois caras totalmente diferentes, mas que ganharam um espaço no coração dela. Rolou até uma disputa interna entre eles, encontros separados, beijo, DJ e Steve cantando a música tema de “Ghost”, entre tantos outros que deixavam os episódios maravilhosos.

Fuller-House-3Fora literalmente treze episódios de muita diversão. Qualquer pessoa que para pra assistir essa série não consegue ficar sem rir. Digo isso porque particularmente sou bem difícil de me apegar com comédias, principalmente sitcom, porque sempre acabo achando tudo muito forçado, mas com Fuller House foi amor a primeira vista e olha, quem ainda não parou pra ver, corre porque vale a pena cada minuto.

O melhor é que o Netflix já confirmou que a série terá sim uma segunda temporada e se reclamarem vai ter três, então pode mandar mais porque treze episódios foram muito pouco e estamos todos querendo mais.

Sobre as indiretas para as irmãs Mary-Kate e Ashley Olsen, vale a pena comentar, porque gente, foi sensacional:

Episódio 1×07 – Diálogo sobre o presente de aniversário de Ramona: “Preço das roupas, por isso não querem mais atuar”

Episódio 1×08 – “Não é triste quando chamam o elenco antigo para um reencontro na TV?”

Gente, corre assistir porque essa série é MARAVILHOSA! Só sei que aceito fácil me casar com a Steph e ainda adotar o Max!

Anúncios