Outcast 1×02 – (I Remember) When She Loved Me

Outcast-1x02-aMais leve que o piloto, porém tão bom quanto.

Eu vi gente reclamando bastante desse segundo episódio de Outcast, falando o quanto decaiu em relação ao piloto que já veio cheio de tensão e cenas agitadas. Particularmente não achei que foi ruim, pelo contrário. Realmente resolveram pegar um pouco mais leve, porém achei interessante a maneira como explicaram um pouco as coisas que Kyle enfrentou em sua infância.

Boa parte do episódio trouxe cenas da infância de Kyle, mostrando desde o primeiro surto de sua mãe. Foi uma cena bastante pesada, onde vimos mãe e filho tendo um dia agradável até que de uma hora pra outra algo acontece e a mulher fica completamente descontrolada. Daí pra frente, a vida de Kyle se tornou um verdadeiro inferno, com consequências que continuam lhe assombrando.

Achei muito importante conhecer um pouco mais sobre o passado dele. No primeiro episódio jogaram o mistério em torno da mãe dele, mas dessa vez mostraram com mais detalhes e deixou as coisas um pouco mais claras. Fiquei tenso só de imaginar o quanto esse garoto sofreu e o quanto teve que lutar contra a própria mãe. Gente, chega até ser estranho ele estar em sã consciência desse jeito, até porque o trauma que enfrentou foi algo absurdo.

Fora isso, vimos Kyle e o reverendo tendo vários diálogos durante o episódio e deu a entender que de agora pra frente veremos alguns casos semanais na série. Essa relação entre os dois tem tudo pra ser ótima, principalmente com tanta gente enxergando Kyle como um dos vilões dessa história toda, taxando o rapaz como perturbado e descontrolado.

Outcast-1x02Além disso, tacaram um novo mistério na minha cara. Quem é aquele homem misterioso que estava na igreja e no final do episódio fez uma visita para a mãe de Kyle? Não faço a mínima ideia de quem seja, mas ficou claro que ele tem uma ligação forte com a história toda. As palavras que ele direcionou a mãe do Kyle me deixaram intrigados, ainda mais ao perceber que a pobre mulher ouviu e ainda derramou algumas lágrimas no final. Poxa, que agonia gente.

Aliás, Kyle teve uma atitude meio que desesperadora durante o episódio, quando resolveu tirar sua mãe do hospital e levá-la para casa, achando que talvez poderia resolver as coisas. Com a ajuda do reverendo ele até tentou exorcizar a pobre mulher, imaginando que ela voltaria a ser como antes, porém não teve muito sucesso e no final das contas acabou tendo que leva-la de volta para a clínica.

A irmã do Kyle está me ganhando cada vez mais, o que também está me preocupando, já que pode acabar acontecendo algo de ruim com ela. Achei muito bacana ela ter entregue o presente que ele enviou para a própria filha e chegou até emocionar quando vi a reação dele ao receber aquele bilhete em casa. Estou na torcida para que em algum ponto da série, vejamos uma reaproximação da família, porque o rapaz já foi absurdamente injustiçado.

Agora, o que diabos foi aquele último flash com Kyle sendo aparentemente enforcado pela criatura que saiu de dentro de sua mãe? Ele morreu? Se sim, como é que está ali vivo até hoje? Minha cabeça quase explodiu quando vi essa sequência e me deixou com ainda mais perguntas.

Anúncios