A primeira temporada de STRANGER THINGS

stranger-thingsOlha só o Netflix acertando mais uma vez!

Mais uma que causou um barulho enorme nas redes sociais assim que foi liberada pelo serviço de streaming. Com apenas oito episódios em sua primeira temporada, Stranger Things ganha o público já no começo e claro que eu não iria deixar de conferir a série e por mais que tenha demorado pra comentar aqui com vocês, preciso dizer o quanto esse negócio me prendeu do começo ao fim.

Pra quem não sabe, a série é criada pelos irmãos Matt e Ross Duffer e gira em torno do desaparecimento misterioso do pequeno Will Byers e todo o esforço de sua mãe e amigos para encontra-lo. Logo no primeiro episódio somos apresentados a três garotinhos sensacionais, sendo Mike (Finn Wolfhard), Lucas (Caleb McLaughlin), Dustin (Gaten Matarazzo) e Will Byers (Noah Schnapp).

Já no finalzinho do episódio já da pra ficar intrigado com uma certa criatura que aparece e aparentemente pega o pequeno Will, dando início a uma caçada incansável feita por seus familiares e amigos. Nesse meio tempo somos apresentados ainda a maravilhosa Onze (Millie Brown), uma garotinha misteriosa que foge de um laboratório e é encontrada por Mike, que passa a escondê-la no porão de sua casa.

stranger-things-aDaí pra frente somos apresentados a todo o ambiente maravilhoso da série, ligado a essa caçada interminável e ainda acompanhados a todo o mistério em torno do curioso “Mundo Inverso”, que durante boa parte da temporada é apenas um lugar misterioso no qual não somos apresentados.

Um dos lados positivos da série é que devido a ter apenas oito episódios na temporada, a história é apresentada de uma forma ágil e sem nenhuma enrolação. Cada episódio traz uma nova parte da história e nos apresenta um pouco mais de seus protagonistas. A tal criatura desperta uma curiosidade absurda, já que logo no segundo episódios simplesmente sai de dentro da parede, numa sequência muito bem construída.

Além do elenco infantil que rouba completamente a cena, também somos presenteados com a maravilhosa Winona Ryder, que interpreta a mãe do pequeno Will e protagoniza cenas sensacionais ao longo da temporada. Particularmente achei que Joyce e Onze são as verdadeiras rainhas de Stranger Things. Não conhecia nenhuma das atrizes e simplesmente fiquei apaixonado já no primeiro contato.

Voltando para a história, com o desenrolar da temporada, novos detalhes vão sendo descobertos, como o envolvimento do governo nessa história toda, principalmente dentro daquele misterioso laboratório de onde Ozen havia fugido. Ainda existem muitas perguntas em torno de tudo o que aconteceu lá dentro, mas o pouco que relevaram deu pra deixar toda a história ainda mais intrigante.

stranger-things-bAlém do elenco principal, também somos apresentados a Nancy, Jonas e Hopper que também acabam completamente envolvidos no mistério em torno do desaparecimento de Will. Fica impossível não shippar Nancy e Jonas, mas apesar de todos os momentos juntos entre eles, nada acabou acontecendo. Já Hopper eu torci muito pra que rolasse algo dele com Joyce, porque os dois juntos presenciaram cenas maravilhosas.

A reta final da temporada foi ainda mais intensa, com direito a uma explorada melhor no tal “Mundo Inverso” e várias aparições assustadoras da criatura que havia pego Will. Onze protagoniza grandes momentos, até que finalmente chegamos ao último episódio, onde Hopper e Joyce conseguem se adentrar no mundo reverso para encontrar Will.

Achei que o desfecho foi perfeitamente construído para fechar esse primeiro ano. Ainda bem que a renovação já foi confirmada, até porque ficaram muitas perguntas em aberto, como o que aconteceu com Will dentro do Munido Reverso.

Engraçado é que pelas notícias que circularam, a série foi oferecida para diversas outras emissoras, que acabaram não aceitando produzi-la, mas para nossa alegria o Netflix mais uma vez aceitou o desafio e entregou um material de altíssima qualidade. Fica impossível não se apaixonar por toda a história e principalmente pelo elenco, quero muito Onze na minha vida.

Anúncios