A temporada final de Tyrant

tyrant-season-3-aE a série se despede com uma verdadeira inversão de papeis.

Quando li que a série tinha sido cancelada ao final dessa terceira temporada fiquei triste com a notícia, até porque as duas primeiras foram excelentes e fez com que Tyrant se tornasse uma das minhas preferidas graças ao seu excelente roteiro e personagens. Foi aí que li diversas críticas negativas a respeito do terceiro ano da série que me deixaram curioso aqui e agora, após terminar de assistir preciso concordar com boa parte delas, pois realmente conseguiram estragar uma baita história.

Não vou dizer que a temporada inteira foi ruim, particularmente gostei de alguns episódios, mas depois da metade a coisa toda literalmente saiu do controle e fomos guiados a um desfecho que eu realmente não estava esperando. Infelizmente eles decidiram levar a história para um rumo onde era impossível esperar por um final feliz, sem contar com o fato de terem estragado diversos personagens.

Comentando desde o começo, a premiere pra mim não foi a melhor, achei que o episódio deixou um pouco a desejar depois da forma que o segundo ano da série terminou. As consequências pós tentativa de assassinato de Jamal, com Bassam assumindo a presidência e prometendo uma mudança positiva para todo o país.

Não demorou para perceber que essa mudança não seria assim tão fácil de realizar e já nos episódios seguintes vimos que o Califado estava disposto a derrubar de uma vez por todas o governo. Bassam teve sim suas boas ações, mas infelizmente o terrorismo seguia firme e forte pelo país, com tantos ataques acontecendo e o perigo aumentando cada vez mais.

tyrant-season-3A gota d’água literalmente foi a morte de Emma. Aliás, isso aconteceu no que pra mim foi o melhor episódio de toda a temporada apesar do baita desfecho triste que a personagem recebeu. Emma foi morta pelas mãos de Ihab, o maior inimigo de Bassam que prometeu vingar a morte de sua esposa e acabar com a vida de Bassam de uma maneira que ele desejasse estar morto. O alvo era Molly, mas Emma foi quem acabou nas mãos do terrorista que lhe matou enquanto os país assistiam através de um televisor.

Depois disso nada mais foi normal. Molly se transformou numa pessoa completamente desequilibrada, se internando numa instituição após tentar tirar a própria vida e saindo de cena por um tempo. Bassam que tentava transmitir força também estava quebrado, mas ao mesmo tempo tentando ajudar a manter o país em pé e tentando encontrar uma forma de acabar com Ihab de uma vez por todas.

Enquanto Molly estava fora, Bassam mais uma vez acabou se envolvendo com Daliyah e pra mim esse foi outro dos vários erros que a temporada trouxe. Gostei de ver os dois juntos como um casal, mas pra mim não aconteceu na melhor hora e a maneira como Bassam tratou a esposa que estava sofrendo com a morte da filha foi um absurdo extremo.

Eu só não estava esperando pela nova Molly que fomos apresentados quando a personagem voltou ao castelo. A mulher tinha literalmente se transformado em outra pessoa, onde não tinha mais vontade tirar a própria vida, mas ao mesmo tempo sua sede de vingança tinha aumentado de uma maneira gigantesca e seu único objetivo era ver Ihab morto.

tyrant-season-3-bDaí em diante fomos guiados a uma sequência terrível de ações lideradas por Bassam, onde o presidente do pais rompeu os próprios princípios e traiu a palavra que tinha espalhado para o povo. A ideia de uma democracia, de uma livre eleição e um presidente escolhido pelo povo não aconteceu e o cara foi destruindo tudo aquilo que defendia.

Aos poucos vimos Bassam se transformando numa nova versão de Jamal, ou até mesmo de seu pai, pessoas que ele tanto criticou e jurou não seguir os rumos, mas estava cada vez mais idêntico. A revolta do povo era nítida e aquele governo que até então era apoiado por todos, passou a ser odiado por cada habitante.

Foi até triste ver toda aquela ideia de um país livre que Bassam defendeu ser destruída justamente pelo fato do cara não conseguir esquecer o ódio por Ihab. Ao lado de Molly ele sacrificou tudo para vingar a morte de Emma e isso acabou custando mais caro que ele esperava. Muita gente morreu, a tentativa de eleições livres foi deixada de lado, com todos os candidatos acabarem sendo perseguidos pelo governo e a revolta só crescendo.

Leila pra mim também transformou em outra pessoa ao longo da temporada, mas deixou de ser aquela detestável de antes e tomou o lugar de mocinha da série, ao lado de Daliyah. Enquanto isso Bassam e Molly se transformaram nos vilões da história e da minha parte só ganharam desprezo. Quando eu li o título do último episódio da série eu deduzi que veríamos o casal morto no final, o que era aceitável, mas infelizmente me enganei.

tyrant-season-3cO que acabou acontecendo foi Sammy baleado pelas tropas lideradas pelo próprio pai e provavelmente parando em uma cadeira de rodas, além de Bassam sendo oficialmente conhecido como o novo ditador do país. Leila por outro lado ganhou o grande apoio do povo e acredito eu, se a série ganhasse mais uma temporada, ela definitivamente seria a grande líder que o povo estava pedindo.

Ao longo dos dez episódios muita coisa realmente aconteceu, muita gente morreu, muitos personagens mudaram drasticamente e a série terminou de uma maneira que pra mim não foi nada agradável. Achei uma pena a história ter sido encerrada dessa forma, realmente estava esperando por algo diferente, mas infelizmente tudo guiou para esse desfecho sofrível e dessa forma Tyrant se despediu com uma enorme baixa.

Anúncios