Chicago Justice 1×01 – Fake (3)

CHicago-Justice-1x01Só sei dizer que por aqui não ta nada bem.

Prometeram um baita crossover pra marcar a estreia da mais nova integrante da franquia e cumpriram bem mais que isso. Foram três excelentes episódios, com uma história emocionante que recebeu exatamente em “fake” um desfecho muito bem desenvolvido.

Durante boa parte do episódio a pergunta era se o tal suspeito por ter colocado fogo no prédio e matado quase quarenta jovens iria ser condenado e pagaria pelo crime absurdo que cometeu. Não foi nada fácil de assistir, porque a história toda estava cada vez mais complicada de ser provada e não seria nada difícil se o suspeito não acabasse saindo livre pelas portas livre e inocentado.

Felizmente não foi bem assim que aconteceu. Peter Stone e seus colegas colocaram todo o tempo possível para conseguir provar que o garoto era culpado e aos poucos evidências foram chegando. Preciso dizer que adorei toda aquela dinâmica que rolou dentro do tribunal, Stone mandou bem demais e já deu a entender que vai ser um baita promotor fodão.

No final das contas foi revelado que o motivo que levou aquele rapaz a ter colocado fogo no prédio era o fato de ter sido ignorado por uma garota. Por isso ele simplesmente decidiu que iria acabar com o ‘mundo perfeito dela’, como Stone disse nas palavras finais do julgamento. Essa revelação me deixou com ainda mais raiva daquele moleque, porque isso não é um motivo suficiente para matar quase quarenta pessoas.

CHicago-Justice-1x01aO jovem obviamente tem sérios problemas psicológicos e Stone soube perfeitamente como mexer com a cabeça dele. Achei que o cara foi sensacional em suas palavras finais, pois ali conseguiu deixar mais do que claro para o júri que ele era sim o responsável e por mais que seu advogado encontrasse algum tipo de saída, a reação dele era a prova necessária para condená-lo por esse crime absurdo.

Dessa forma a história teve seu desfecho, com o jovem sendo condenado por cada morte e cada família tendo seu desfecho. Claro que não vai curar a dor de nenhum pai, mas pelo menos serviu pra mostrar a justiça sendo feita e abrindo a possibilidade de seguir em frente. Foi de doer ver Al chorando daquela forma dentro do tribunal, mas ele é um dos que vou torcer pra conseguir superar esse ocorrido terrível.

E assim Chicago Justice marcou sua chegada oficial. Precisa nem dizer que já adorei a série e que definitivamente irei continuar acompanhando. Gostei demais dessa dinâmica no tribunal e não tenho dúvidas que os próximos episódios irão render ótimos casos semanais e nos apresentar ainda mais todo o ambiente da série.

Anúncios