Game of Thrones – Está difícil segurar o fôlego

Game-of-Thrones-S8Já se passaram três episódios da temporada final e o negócio fica cada vez mais tenso.

Nem precisa dizer que as expectativas pra essa oitava e última temporada de Game of Thrones estarem lá no alto né? E até então o negócio tem compensado demais, com a série entregando três excelentes episódios, entre ele o aguardado “The Long Night” que foi pro ar no último domingo e cumpriu a promessa de ser trazer a batalha mais longa vista na tv.

Mas antes dele, vale dizer que os dois anteriores também tiveram papeis fundamentais na história, onde na première acompanhamos a chegada de Jon e Daenerys a Winterfell, acompanhados de um gigante exército e prontos para se prepararem para a maior batalha de suas vidas. Além disso, a première da temporada nos presenteou com alguns reencontros que esperamos por tanto tempo, como Arya e Jon, Jon e Bran, entre outros e gente, a emoção por aqui foi grande.

Já em “A Knight of the Seven Kingdoms” eu já senti um clima de despedida bem pesado, pois além de trazer o julgamento de Jamie em Winterfell que acabou sendo poupado e aceito para lutar junto com o exército contra o Rei da Noite, teve vários momentos que pra mim parecia o elenco se despedindo e se preparando para a grande batalha. Um dos momentos mais bacanas foi aquela reunião onde Jamie condecorando Brienne como cavaleira.

Mas foi mesmo em “The Long Night” que o negócio saltou para um nível de tensão absurdo. O mais longo de toda a série, com mais de oitenta minutos de duração e uma batalha que tirou o fôlego do começo ao fim. Assisti aqui remoendo as unhas e durante praticamente todo o tempo surtando e com medo de meus personagens favoritos acabarem sendo mortos pelo exército do Rei da Noite.

Game-of-Thrones-S8-bToda a batalha foi impecavelmente planejada e gente, até as cenas mais simples foram de arrepiar. Primeiro aquele retorno da Melisandre, com direito a ela fazendo a oração para o Senhor da Luz e botando fogo nas armas dos Dothrakis, aquilo arrepiou até a espinha por aqui. Depois disso a grande batalha se iniciou e olha, estava realmente difícil segurar o fôlego enquanto assistia.

Tiveram algumas decepções? Sem sombra de dúvidas, mas pra mim aquela sequência maravilhosa da batalha superou minhas expectativas e foi uma das coisas mais bem feitas e ao mesmo tempo arrepiantes que já assisti numa série de TV. Mas vale comentar que Dany e Jon fizeram parte dessas decepções, já que muito se esperava dos dois nessa batalha e acabaram que ficando de escanteio no meio de tudo, só mesmo rendendo alguns momentos lá no final do episódio. Sim, a batalha entre os dragões foi maravilhosa, mas ainda assim vale dizer que eu esperava algo um pouco mais intenso por parte dos dois.

Brienn, Jamie, Sam e todo o restante lutando bravamente contra os mortos foi algo que me fazia surtar a cada cena aqui. Em diversos momentos eu realmente acreditei que os três fossem morrer ali lutando, porque gente, era morto surgindo de tudo quanto é lado, mas a força de cada um foi algo incrível. Arya também se mostrou mais forte do que eu esperava, enfrentando os inimigos com toda suas forças e ainda nos presenteando com aquelas sequências de fugas que foram sensacionais.

Quando o episódio se aproximava do final, tivemos aquele momento da Daenerys e seu dragão tascando fogo no Rei da Noite, mas confesso que não foi muita surpresa o cara sair intacto de lá. Depois disso, tenho que dizer que ele “acordando” os mortos foi uma das minhas cenas preferidas e naquele momento eu realmente achei que Jon pudesse acabar morto, mas novamente não foi bem o que aconteceu.

O Rei da Noite queria chegar até Bren, que passou praticamente todo o episódio sem fazer literalmente nada. Theon foi um dos destaques, protegendo Bran até o último minuto e morrendo nas mãos do Rei da Noite. Achei bem triste a morte do personagem, mas realmente ele deixou sua marca. Agora aquele momento do Rei da Noite se aproximando do Bran, com aquela música de fundo e as cenas paralelas da batalha sendo mostradas na tela quase me fizeram ter um infarto aqui.

Game-of-Thrones-S8-cA intenção realmente era matar Bran, mas num momento que até agora não sei explicar como, Arya aparece do nada e é quem destrói o rei da Noite. Não sei como ela chegou até lá sem ser impedida, só sei que aplaudi em pé aquela cena linda, com ele segurando ela e por um momento me deixando pensar que ela seria sua próxima vítima, mas nossa jovem Stark foi mais esperta e apunhalou o inimigo com sua adaga, fazendo que não só ele, mas todo seu exército fosse pro chão e gente, foi o momento em que eu pude finalmente respirar.

Foi muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, mas pra mim realmente foi um episódio incrível. Não teve a morte de personagens principais ali, mas nos despedimos de alguns nomes como Beric Dondarrion, Edd Doloroso, Lyanna, Jorah e Melisandre, cada um perdendo sua vida depois de ter um papel fundamental nessa batalha arrepiante. Entre as mortes, as que mais mexeram comigo foi a pequena Lyanna se sacrificando para matar aquele caminhante gigante e claro, Jorah morrendo depois de lutar até o último minuto protegendo Daenerys. Aquela cena dela debruçada sobre o corpo dele foi bem forte e uma baita despedida pro personagem.

Agora a grande batalha terminou, mas definitivamente Daenerys, Jon, Arya e o restante tem um novo conflito pela frente e gente, agora será a disputa pelo Trono de Ferro que sem sombra de dúvidas também promete ser algo épico. Nem precisa dizer que já estou ansioso por aqui né? Depois desses três episódios eu fiquei ainda mais empolgado com essa temporada final da série, na certeza que vão realmente entregar o melhor desfecho para a história.