Grey’s Anatomy 15×11 – The Winner Takes It All

Greys-15x11Olha, esse episódio me deixou surtando do começo ao fim.

Ao invés de dizer pra alguém que amamos, que está lutando, ganhando ou perdendo, porque apenas não dizemos a verdade? Ficamos doentes, tomamos nosso remédio… alguns de nós vivem, outros morrem.”

Antes de assistir eu acabei lendo a notícia que dizia que um importante personagem tinha morrido nesse episódio, então nem precisa dizer que já comecei assistindo bastante tenso. Vale dizer que durante todo o tempo eu fiquei esperando o pior acontecer por ali e junto disso, o episódio me fez derrubar algumas lágrimas enquanto assistia.

O dia da perigosa cirurgia da Catherine chegou e durante os primeiros minutos vimos toda a preparação para o procedimento acontecer, com direito até a um clima de despedida que eu senti enquanto a personagem conversava com o filho e marido. Aprendi a gostar da Catherine ao longo da série, então preciso dizer que a ideia dela morrer na mesa de cirurgia estava me assombrando bastante aqui.

Como era de se esperar o procedimento foi difícil, cheio de imprevistos e encheu de agonia assistindo aqui. Ainda assim vale bater palmas para Tom e Amelia, pois foram dois puta cirurgiões que mesmo no meio de tanta pressão, estando com a vida de uma verdadeira lenda nas mãos, eles conseguiram dar conta do negócio e brilharam naquela sala de cirurgia.

Greys-15x11-aFelizmente Catherine não morreu, porém eles também não conseguiram remover todo o tumor, mas deram a ela a chance de poder operar novamente e ainda acordar e poder ver seu filho e marido. Eu chorei e não foi pouco, porque realmente estava pensando que a personagem fosse morrer durante a cirurgia e agora quero até um convite para a tal festa de comemoração.

E no final da história, ainda rolou todo aquele discurso lindo da Amelia durante uma reunião, com ela dizendo o quanto estava aliviada por ter salvo a vida de Catherine. Os minutos finais pra mim foram os mais emocionantes, pois realmente mexeram comigo aqui. E o engraçado é que sempre achei Tom uma pessoa insuportável, mas dessa vez ele conseguiu ganhar meu respeito porque também mandou bem demais.

E sobre a morte, então, quem morreu foi Thatcher, o pai da Meredith que por algum motivo resolveram enfiar nesse episódio. Eu achei toda a história meio avulsa, pois meu foco realmente estava na cirurgia da Catherine, mas vale dizer que foi bacana ver Meredith tendo a chance de sentar e conversar com o pai por uma última vez.

Meredith é uma mulher absurdamente forte e prova disso é a maneira que ela superou todas as perdas que já teve na vida (e não foram poucas ein…). Eu gostei do diálogo que rolou entre eles, pois é nítido eu ela guardava uma boa mágoa do pai pela forma que ele se manteve distante durante todo esse tempo, mas foi bacana ouvir aquela conversa e por aqui eu cheguei até a me emocionar junto, principalmente naquela cena dela dando os presente deixado pelo pai para seus filhos.

Anúncios